segunda-feira, 28 de maio de 2012


É, por onde anda você? A saudade insiste em bater na minha porta. Ela é minha acompanhante por onde quer que eu vá. Por onde quer que eu passe algo me lembra você.É muito ruim sabia? Você não tem noção. Preciso fazer a limpa aqui nesse quarto, nesses sentimentos ruins que insistem em me fazer chorar. Eu sei que o tanto que eu escrever aqui, não irá lhe dizer tudo que sinto, e até mesmo poder expressar. Mas sei que o papel e caneta poderei me expressar sem ser julgado, melhor do que contar para as pessoas e elas não me entender ou pouco se importar com essa dor que estou sentindo. Acho que demorarei muito para recuperar e acostumar com a sua ausênciaenquanto isso o irei escrevendo para ver se alivia um pouco desse sofrimento ou talvez para que ache uma solução que cure esse vazio que você deixou dentro de mim.  
     — Rodrigo Henrique

Nenhum comentário:

Postar um comentário